O que muda com Austin Daye?

Austin Daye troca Nando De Colo

Em San Antonio, Daye vestirá a camisa 23. Será que ele consegue absorver algo desse número sagrado?

Já no apagar as luzes da trade deadline, o San Antonio Spurs foi ao mercado e fez uma troca simples: despachou Nando De Colo para o Toronto Raptors e adquiriu o ala Austin Daye. Fiquei um pouco chateado com a notícia porque gostava do basquete do francês. Ele tem talento, mas nunca se adaptou a San Antonio e talvez tenha mais oportunidades no Canadá (torço por isso).

Quanto ao reforço (se é que podemos chamá-lo assim), confesso que Austin Daye é uma incógnita e tanto para mim. Lembro-me de ter visto alguns jogos na época de Detroit Pistons e ele até parecia interessante, mas aos poucos foi perdendo espaço e foi acabar como um mero esquenta banco em Toronto. Antes disso, Daye passou sem brilho pelo Memphis Grizzlies. Foi exatamente dessa passagem pelo Tennessee que encontrei um artigo que me deixou com 15 pulgas atrás da orelha. Veja só o que Keith Edwards Jr., do Grizzly Bear Blues, falou sobre o atleta:

O que você pode falar sobre um cara como Austin Daye? Eu honestamente nem sei o que dizer sem que isso me suspenda do site. Daye nunca fez muito para ajudar. Seu jogo ofensivo é limitado por arremessos spot-up e sua defesa é praticamente inexistente. É difícil imaginar algo mais doloroso do que assistir Austin defender – isso vindo de um cara que teve meningite, queimaduras de terceiro grau da cabeça aos pés, pedra nos rins e um casamento quase arruinado (Keith Edwards Jr. sobre Austin Daye)

Tudo bem que o jornalista parece ser um hater danado do ala, mas ler um relato desses vindo de qualquer pessoa é no mínimo preocupante. Fiquei pensando um pouco sobre a troca após dar uma olhada em mais alguns artigos e concluí o seguinte: Daye nada mais é do que uma apólice de seguro. Como assim apólice de seguro? Bem, como todos sabemos, Kawhi Leonard está machucado e Gregg Popovich sofreu barbaridade para fazer seu esquema funcionar sem ele. Além do poder defensivo, há poucos alas de ofício no elenco texano, tanto que a diretoria precisou contratar Shannon Brown às pressas para tapar buraco.

Shannon, contudo, é um ala-armador, algo que já tem de sobra em San Antonio. O Spurs precisava urgente de alguém mais alto (Daye tem 2,11m) e que conseguisse jogar na lateral. Austin Daye está longe de ser o ideal, mas é sempre bom ter uma alternativa disponível caso o camisa 2 demore a retornar do departamento médico ou volte a se lesionar (hora de bater três vezes na madeira, por favor!).

Das características citadas pelo blogueiro do Grizzly Bear Blues, Daye pelo menos tem uma que pode ser útil: a de spot-up shooter. Um spot-up shooter nada mais é do que aquele cara que fica em determinado ponto da quadra só esperando a bola para arremessar. Danny Green é um desses atletas e deu super certo com Popovich. Se Austin calibrar a pontaria e se esforçar um pouco na retaguarda, talvez até ganhe uns minutinhos.

5 Respostas para “O que muda com Austin Daye?

  1. Pingback: Sobre o interesse do Spurs em Danny Granger | Destino Riverwalk·

  2. Pingback: Sobre o interesse do Spurs em Granger | Destino Riverwalk·

  3. Pingback: Sem reforços | Destino Riverwalk·

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s