Exemplo de profissionalismo

Tim Duncan é um exemplo a ser seguido na NBA

Exemplo a ser seguido

Confesso que recentemente vocês têm visto uma overdose de Tim Duncan por aqui. Os dois últimos posts (leia aqui e aqui) foram sobre ele e prometo que esse será o último (pelo menos por enquanto).

Bem, o blog do Sekou Smith, o Hang Time, trouxe à tona um debate sobre quem é o jogador mais profissional da NBA. Para responder à pergunta, ele questionou diversos especialistas. Veja o que cada um falou de forma resumida:

Steve Aschburner, NBA.com: Tim Duncan. Agora em San Antonio, daqui a pouco em Springfield (ele se refere ao Hall da Fama aqui). Duncan tinha 37 (anos) quando tinha 21. Sempre foi um adulto em quadra.

Fran Blinebury, NBA.com: Tim Duncan, nada a mais a dizer.

Jeff Caplan, NBA.com: minha escolha é Dirk Nowitzki. Totalmente profissional, dá 100% em todos os jogos, atua em qualquer circunstância. Ninguém é mais autêntico do que ele. Talvez seja o atleta mais honesto em todos os esportes.

Scott Howard-Cooper, NBA.com: muitos times têm pelo menos um jogador assim, logo, escolher apenas um seria difícil. No entanto, Shane Battier é o cara mais de grupo que tem, é inteligente, maduro e está sempre preparado.

John Schuhmann, NBA.com: tem que ser Tim Duncan. Ele capitaneou a melhor franquia da liga em ambos os lados da quadra e também no vestiário por 17 anos agora. Sua liderança e sua vontade de ser treinado têm sido os grandes diferenciais entre ele e o restante das estrelas da liga.

Sekou Smith, NBA.com: por todas as vidas que ele enriqueceu, carreiras que formou, trabalhos que fez dentro e fora das quatro linhas e pela excelência que marcou toda a sua carreira, Tim Duncan é, para mim, o grande profissional de todos os tempos em qualquer esporte.

Lang Whitaker, NBA.com All Ball blog: a consistência de Tim Duncan foi tamanha que eu brinquei durante anos que talvez ele fosse um robô. Se Duncan for considerado um superstar, isso se deve aos seus números, jamais à sua personalidade. Ele tem um grande senso de humor escondido (olhem isso). Eu escolheria Duncan à frente de qualquer um em qualquer época.

XiBing Yang, NBA China: Kevin Garnett é esse tipo de cara. 12 anos em Minnesota, 20+10+5 em várias temporadas – e nós o vimos fazer isso tudo. Ele nunca reclama e está pronto todas as noites. Ele é um jogador à moda antiga. Tenho certeza que hoje em dia os antigos diriam que adorariam tê-lo como comandado. É difícil encontrar outro atleta que fez com que todos os seus colegas e técnicos o amassem, enquanto seus oponentes o odiassem da mesma forma.

Stefanos Triantafyllos, NBA Greece: na minha cabeça a palavra profissional combina com Ray Allen. Ele é o profissionalismo em pessoa. Ele trabalha duro, cuida do corpo, se adapta a qualquer papel em quadra, joga pelo time e dá o exemplo para qualquer jovem talento. Nunca o vi discutindo com um treinador. Ele sempre atuou no maior nível de intensidade. É como assistir um filme do Bruce Lee: ambos parecem calmos e intensos ao mesmo tempo.

Adriano Albuquerque, NBA Brasil: eu escolheria Shane Battier. Ele é sempre considerado um daqueles caras de grupo e segue o que os treinadores dizem fielmente. Grande líder, nunca reclama sobre minutos, nunca pede para ser trocado, sabe o seu papel. Tem que ser ele, pelo menos para mim.

Como vocês puderam ver, muitos consideram Tim Duncan um exemplo de profissionalismo. Além da técnica que dispensa comentários, o camisa 21 é extremamente admirado também pelo seu caráter, liderança e trabalho duro. Grande cara!

2 Respostas para “Exemplo de profissionalismo

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s