A volta do bom senso

Stern vai dar uma dentro!

Stern vai dar uma dentro!

Pode ser aprovada em breve uma mudança significativa na NBA. O calendário das finais, que hoje tem o formato de 2-3-2 (o mandante joga as duas primeiras e as duas últimas partidas em casa), pode retornar ao antigo 2-2-1-1-1, igual ao do restante das rodadas dos playoffs.

Rápida pitada histórica: o esquema das finais mudou em 1985, já na era David Stern. À época, o mandachuva da liga acatou um pedido de Red Auerbach, ex-técnico do Boston Celtics, que sugeriu a mudança na forma de disputa dos duelos decisivos para evitar as desgastantes viagens entre Boston e Los Angeles (vale lembrar que Celtics e Lakers já brigaram muitas vezes entre si pelo título da NBA).

Com o passar dos anos, esse novo formato se tornou mal visto pelas franquias e hoje é praticamente uma unanimidade negativa. No meu ponto de vista, ninguém sai beneficiado no 2-3-2. Se o time de melhor campanha na fase regular perde um dos dois primeiros jogos, fica difícil encarar três confrontos em sequência na estrada. Em contrapartida, se a equipe de pior campanha perde as duas primeiras fora de casa, é quase impossível reverter o quadro nos embates seguintes.

É claro que casos atípicos acontecem. Durante as finais da última temporada, o San Antonio Spurs foi derrotado pelo Miami Heat mesmo após roubar o segundo jogo na Flórida. Na oportunidade, os texanos chegaram a abrir uma vantagem de 3 a 2 na série, mas sucumbiram ao talento de LeBron James, que guiou o Heat à virada. Essa foi apenas a quarta vez na história que um time conseguiu sair de um 2-3 para um 4-3.

Como disse, casos assim podem ocorrer hora ou outra, mas em nome da justiça, é bom que o calendário decisivo volte a ser como era antes. Se realmente acontecer, será uma vitória do bom senso.

2 Respostas para “A volta do bom senso

  1. Amo o esporte, mas a verdade sinto que a NBA está saturada com tantas transmissões. Gostaria que houvesse uma redução nos calendários da temporada regular e da pós, pois acredito que dessa forma valorizaria mais os confrontos.

    • William, eu também acho que a sequência de 82 partidas é bizarra e desnecessária, mas o dinheiro manda no esporte e acho muito difícil que isso mude.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s