Ginobili ressurge e coloca Spurs a um passo do título

Bem-vindo de volta, Manu!

Bem-vindo de volta, Manu!

Veja também:

Manu Ginobili voltou, caros amigos. Cheio de confiança e titular pela primeira vez na temporada, o argentino comandou a vitória do San Antonio Spurs sobre o Miami Heat por 114 a 104 neste domingo (16) e colocou os texanos bem perto do quinto título de sua história. Antes da partida, o jogador, frustrado, havia falado sobre a possibilidade de se aposentar ao final dos playoffs. É claro que ainda é cedo para afirmar qualquer coisa, mas depois desta noite duvido que ele mantenha esse pensamento pró-aposentadoria.

O ala-armador entrou em quadra com uma postura mais agressiva e mostrou que suas investidas rumo à cesta continuam mortais. A iniciativa do hermano de agredir o adversário lhe rendeu 24 pontos (8-14), melhor marca pessoal de 2013. De quebra, o camisa 20 distribuiu dez assistências e cometeu apenas três turnovers – número aceitável para quem comandou o time por 33 minutos e arriscou passes mirabolantes.

Pelo que observei do confronto, Gregg Popovich promoveu um ajuste tático que facilitou a vida do argentino. A principal arma ofensiva do Spurs durante a temporada foi o pick and roll iniciado próximo à linha dos três pontos. Ao perceber que a equipe estava tendo problemas para executar esse tipo de ataque, o Coach Pop apostou em mais lances no mano-a-mano e menos envolvimento dos pivôs no começo das jogadas. O ajuste funcionou e foi comum vermos Ginobili e Tony Parker partirem para a cesta e superarem seus respectivos marcadores na velocidade. Parker, aliás, atuou como um gigante mesmo lesionado. O francês foi o cestinha da noite com 26 tentos (10-14).

We Ginobilieve!

We Ginobilieve!

Falando em França, temos que lembrar também do esforço de Boris Diaw na retaguarda. Antes do início da série, comentei aqui no blog que o ala-pivô poderia ser útil defendendo LeBron James caso Erik Spoelstra decidisse colocá-lo de costas para o aro. Diaw é forte feito touro e possui uma mobilidade acima da média para alguém com tanta altura e peso. Com um marcador menos suscetível às suas trombadas, LeBron teve dificuldades para se impor fisicamente e precisou voltar a apostar nos arremessos, campo em que se sente claramente desconfortável.

A verdade é que a final da NBA está sendo um grande jogo de xadrez entre Popovich e Spoelstra. Até o momento, ninguém conseguiu duas vitórias consecutivas, pois os ajustes dos treinadores foram extremamente eficazes. Se der a lógica, o time da Flórida tem tudo para faturar o sexto confronto, mas confio no San Antonio Spurs e na pontaria de Danny Green, que merece um parágrafo inteiro dedicado a ele.

Com seis tiros de longa distância convertidos no Jogo 5, Green se tornou o atleta que mais bolas de três pontos acertou na história das finais. Ao todo, o camisa 4 derrubou 25 arremessos e ultrapassou Ray Allen, que em 2008, no Boston Celtics, converteu 22 bombas. Nas redes sociais, muita gente está discutindo a possibilidade de Danny Green ser o MVP caso os texanos conquistem o título. Particularmente, acho que seria bem legal se isso acontecesse, mas acredito que os louros do triunfo devam recair sobre Tony Parker.

E vocês, caros leitores, algo mais a observar? Green merece o prêmio de melhor jogador das finais? Opinem!

High-five para o recordista!

High-five para o recordista!

4 Respostas para “Ginobili ressurge e coloca Spurs a um passo do título

  1. Ginobili não pertence a este mundo. De uma série discreta ele ressuscita pra ser simplesmente o fiel da balança deste jogo. Achei muito arriscado o esquema do Pop pra esse jogo, e o futuro do Spurs estava totalmente nas mãos do argentino, e mais uma vez ele correspondeu. Como sempre ele correspondeu. Deu ainda mais força à declaração do Pop, “no Manu, no Championship.” Ele é um gênio de outro plano. Mais nada a comentar sobre este fantástico atleta.

    • Sim, Manu foi o fiel da balança para o Spurs. Jogou muito como tinha que ser. Big 3 do Spurs lembrou os velhos tempos.

  2. Pingback: Vídeo: o recordista Danny Green | Destino Riverwalk·

  3. Pingback: Vídeo: a volta por cima de Ginobili | Destino Riverwalk·

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s