Duas décadas de dominância

Eterno!

Eterno!

Kareem Abdul-Jabbar conquistou seu primeiro troféu em 1971, quando vestia a camisa do Milwaukee Bucks. Com o passar dos anos, Jabbar levantou mais cinco canecos, o último deles em 1988, com o Los Angeles Lakers. A diferença de 17 anos entre o primeiro e o último títulos o colocam como líder da NBA nesse quesito.

Atrás dele está o também pivô Robert Parish, que recebeu o anel em 1981, com o Boston Celtics, e em 1997, com o Chicago Bulls, contabilizando uma diferença de 16 temporadas. Por enquanto, o terceiro do ranking é John Havlicek, lenda do Celtics nas décadas de 1960 e 1970. 13 anos separam o primeiro título de Havlicek do último, ambos  conquistados pelo time verde (1963-1976).

Caso ajude o San Antonio Spurs a derrotar o Miami Heat na final deste ano, Tim Duncan destronará o ex-craque de Boston e ocupará o terceiro lugar da lista. Duncan, que para muitos é o melhor ala-pivô de todos os tempos, esteve na campanha vitoriosa da equipe texana em 1999 e pode retornar ao topo do mundo agora em 2013, somando aí 14 anos de diferença. Observem a tabela abaixo:

Tabela: Tim Duncan

Além disso, Timmy é um dos que menos sofreu os efeitos da idade depois de tantos anos atuando em nível profissional. Robert Parish, por exemplo, era destaque no Boston Celtics de 1981, mas um mero “esquenta banco” no Bulls de 1997. Jabbar, por sua vez, tinha incríveis 31,7 pontos e 16 ressaltos de média em 1971. Seus números em 1988 continuavam bons (14,6 tentos e seis rebotes por noite), contudo, houve uma queda considerável de rendimento nessas 17 primaveras.

O tempo foi mais amigo de Duncan, podemos assim dizer. O camisa 21 já era protagonista em 1999, um ano após ser recrutado. 14 temporadas depois, ele continua na ponta dos cascos. O físico está longe de ser o mesmo do começo de carreira, claro, mas o astro compensa esse déficit com uma técnica quase incomum entre os gigantes do basquete. Abaixo, uma tabela que exemplifica melhor o que estou falando:

Tabela: Tim Duncan Tabela: Tim Duncan

Gostaria de agradecer ao companheiro Rafael Proença, parceiro de San Antonio Spurs de longa data, que deu a ideia do post e me ajudou bastante na busca por todos os dados. Obrigado!

[As estatísticas de Tim Duncan nos playoffs de 2013 foram computadas até o último confronto da final da Conferência Oeste]

6 Respostas para “Duas décadas de dominância

  1. Ele será o mais relevante pro time nesse período de tempo, ainda mais do que Jabbar que já tinha passado a bola a Magic Jhonson em 1988.
    E mais, se for MVP igualará Jabbar, tendo ganho o prêmio com 14 anos de diferença. Se isso acontecer ele entra definitivamente na lista dos 5 maiores de todos os tempos.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s