Com um pé na grande final

Toca aí!

Toca aí!

O San Antonio Spurs possui um tabu enorme a seu favor neste exato momento. A vitória deste sábado (25) por 104 a 93 sobre o Memphis Grizzlies colocou os texanos com 3 a 0 na final da Conferência Oeste. Em tantos anos de história, ninguém jamais conseguiu reverter uma vantagem de três partidas nos playoffs.

Para ilustrar o terceiro embate da série, que mais uma vez foi decidido apenas no tempo-extra, separei alguns dados relevantes:

  • Apesar do placar final favorável ao Spurs, os comandados de Gregg Popovich sofreram para impor seu ritmo de jogo. O primeiro quarto foi amplamente dominado pelo time da casa, que pressionou o ataque alvinegro e nos forçou a muitos erros ofensivos (oito turnovers nos 12 primeiros minutos; 17 no total). O período inicial terminou com vantagem de 16 tentos para o Grizzlies.
  • Inteligente, Lionel Hollins promoveu alguns ajustes para a sequência da série no Tennessee. Zach Randolph, que teve bastante trabalho em San Antonio, passou a receber a bola longe da cesta e encarar a defesa adversária de frente. A mudança deu certo e se mostrou mais eficaz do que colocar o corpulento ala-pivô de costas para o aro. Z-Bo saiu de quadra com 14 pontos e 15 rebotes.
  • Tim Duncan e Tiago Splitter foram essenciais para o triunfo. Timmy anotou 24 pontos, dez ressaltos, cinco assistências e dois tocos. O brasileiro, por sua vez, contribuiu com 11 tentos, seis deles no tempo-extra, e seis rebotes. Quem esperava uma final dominada pela linha de frente do Grizzlies caiu do cavalo. O que temos visto, na verdade, é uma aula tática de Gregg Popovich, que está fazendo de tudo para anular a principal arma rival, e um trabalho perfeito de Duncan, Splitter, Boris Diaw e Matt Bonner.
  • Em números, Danny Green e Kawhi Leonard tiveram uma noite apagada. Quem assistiu o duelo, no entanto, observou que ambos foram implacáveis defensivamente, sobretudo quando destacados para marcar o armador Mike Conley (20 pontos; 8-21FG), cérebro da equipe de Memphis.
  • Para o Jogo 4, o San Antonio Spurs tem que estar mais atento aos rebotes. Apesar de ter ganho a briga pelos ressaltos neste sábado (50 a 48), permitimos 19 rebotes ofensivos ao oponente, 14 deles coletados pela dupla Zach Randolph e Marc Gasol.

Para os que perderam a partida, coloquei abaixo a entrevista que o Coach Pop concedeu à ESPN norte-americana no intervalo do primeiro para o segundo período. Insatisfeito com os oito desperdícios de bola cometidos pelo time no quarto inicial, o treinador foi curto e grosso com a repórter Doris Burke. Também disponibilizei os melhores momentos no último vídeo. Divirtam-se!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s