Dever de casa cumprido!

Timmy salvou o Spurs no OT

Timmy salvou o Spurs no OT do Jogo 2

A suada vitória do San Antonio Spurs sobre o Memphis Grizzlies por 93 a 89 na noite desta terça-feira (21) elevou os comandados de Gregg Popovich a um patamar de tranquilidade. Com dois triunfos em dois jogos, o elenco viaja até o Tennessee sossegado e atuará como franco-atirador na casa do adversário. Se em duas partidas pintar pelo menos uma vitória (o que é extremamente possível), estaremos no lucro e poderemos definir a série diante de nossa torcida.

O segundo duelo entre as equipes seguiu um ritmo semelhante ao do Jogo 1. A diferença, desta vez, é que o Spurs deu mole no último período e viu o rival cortar a vantagem, que chegou a ser de 18 pontos, aos pouquinhos. Os texanos cometeram erros imperdoáveis no quarto derradeiro e mereciam ter perdido, essa é a verdade. Entrevistado após o confronto, decidido apenas no tempo-extra, o francês Tony Parker, destaque da noite com 18 assistências (maior marca da carreira nos playoffs), admitiu que o cansaço pesou no final.

Pesou também a ausência de Tim Duncan, que se carregou de faltas na volta do intervalo e foi forçado a acompanhar boa parte do segundo tempo sentado no banco de reservas. É provável que a presença dele em quadra impedisse a reviravolta, mas de nada adianta especular agora. Fato é que Timmy jogou o tempo-extra com baterias carregadas e acabou sendo fundamental para o triunfo.  De quebra, o astro deu seu toco de número 500 em pós-temporadas, se tornando o primeiro atleta da liga profissional a alcançar tal feito em playoffs.

Para o terceiro embate da série, que acontece no sábado, o San Antonio Spurs tem que continuar a executar o bem-sucedido plano de jogo traçado por Gregg Popovich e seu staff. A boa defesa sobre os pivôs adversários tem obrigado o técnico Lionel Hollins a quebrar a cabeça. Com a dupla Zach Randolph e Marc Gasol parcialmente anulada, sobra espaço para o perímetro do Grizzlies, que está amassando o aro até aqui.

O armador Mike Conley também merece cuidados especiais. Sempre que esteve de fora, seja por motivo de descanso ou por excesso de faltas, os texanos conseguiram se desgarrar no marcador. Conley é o termômetro de Memphis. Sem ele, nada acontece e o ataque do time simplesmente estagna (testar Kawhi Leonard sobre o camisa 11 pode ser uma alternativa interessante).

Estamos com a faca e o queijo na nossa frente. O San Antonio Spurs tem tudo para fechar essa série e avançar para a quinta final de sua história. Falando nisso, o título da Conferência Leste começa a ser disputado nesta quarta-feira (22). Em quem vocês apostam, Indiana Pacers ou Miami Heat?

Uma resposta para “Dever de casa cumprido!

  1. Acho que as duas séries são muito semelhantes em alguns aspectos:
    A defesa do Grizzlies é ligeiramente melhor que a do Spurs, e a defesa do Indiana é ligeiramente superior à do Heat. Porém, Spurs e Heat são ótimos dos dois lados da quadra, enquanto não se pode dizer o mesmo de Memphis e Pacers. Está óbvio que nem o Grizz nem o Pacers tem ataque pra fechar jogos, e isso vai prejudicar muitos esses times na reta de chagada de seus jogos.
    Precisamos muito roubar um jogo em Memphis, e que seja o próximo logo pra gente ter a nosso favor o invencível 3-0 e podermos dar um tempo pro Parker descansar, já que sua pantirrilha não anda lá essas coisas.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s