Vitória na raça!

Splitter foi essencial no post-up

Splitter foi essencial no post-up

O revés para o Portland Trail Blazers ficou no passado. Diante do Oklahoma City Thunder, o San Antonio Spurs voltou a apresentar um basquete dominante e venceu o rival por 105 a 93 mesmo sem Tony Parker. Separei alguns detalhes relevantes sobre o duelo e exponho abaixo:

Fórmula mágica

Tiago Splitter fez uma de suas melhores partidas desde que chegou à NBA. Em quase 34 minutos, o brasileiro anotou 21 pontos (9-11), pegou dez ressaltos e ainda distribuiu três assistências. Seria ele o antídoto para derrubar o time de Scott Brooks? Parece que Gregg Popovich descobriu o jeito certo de utilizá-lo contra Serge Ibaka, Kendrick Perkins e Nick Collison. De costas para a cesta, Splitter pontuou como quis e obrigou Brooks a quebrar a cabeça. O técnico do Thunder tentou dobrar a defesa sobre o pivô, mas o catarinense foi mais esperto e passou a encontrar os companheiros livres na zona morta. Será que o OKC conseguirá lidar com essa nova realidade num eventual confronto nos playoffs?

Pressionando a estrela

Marcar Kevin Durant de perto é uma tática adotada por todos os treinadores da liga, mas o camisa 35 já aprendeu a lidar com isso há tempos. Desta vez, além de colar Kawhi Leonard e Stephen Jackson no astro, o San Antonio Spurs tentou de tudo para evitar que a bola chegasse nele. A estratégia funcionou. Durant arriscou apenas 13 arremessos em 40 minutos, bem menos do que os 18 que está acostumado.

Defesa raçuda

Os texanos entraram em quadra com tanta vontade que forçaram o Oklahoma City Thunder a 17 turnovers. Juntos, Kawhi Leonard e Danny Green foram responsáveis por seis roubos de bola – um deles resultou nessa linda enterrada. De quebra, o alvinegro segurou o segundo melhor ataque da NBA a apenas 93 tentos e 42,9% de aproveitamento.

Se você jogar mal na defesa, você está ferrado nessa liga – Gregg Popovich após a partida.

Força do elenco

A coletividade do San Antonio Spurs é algo de outro mundo. Dos 12 atletas acionados pelo treinador, seis fizeram dez ou mais pontos: Tiago Splitter (21), Kawhi Leonard (17), Danny Green (16), Tim Duncan (13), Manu Ginobili (12) e Boris Diaw (11). Incrível, né?

Uma resposta para “Vitória na raça!

  1. Maninho que jogo! clima de decisão, começo ruim, Pop dando chicotada, o time assimilando, voltando com tudo e conquistando a virada, chega de regular eu quero é Play Off, Go Spurs Go! hehehe

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s