Popovich é gênio, Green é mortal!

Além de Green e Popovich, Splitter foi um dos destaques da noite

Além de Green e Popovich, Splitter foi um dos destaques da noite

O San Antonio Spurs enfrentou e venceu o Los Angeles Lakers na noite desta terça-feira por 84 a 82. Em linhas gerais, tivemos um jogo feio e muito pegado. As duas defesas trabalharam bem e, no final, prevaleceu a genialidade de Gregg Popovich e a pontaria certeira de Danny Green.

Há poucos segundos do fim da partida, o time da casa vencia por um ponto. Popovich pediu tempo e desenhou uma jogada para Green, que se aproveitou do corta-luz de Tim Duncan para converter um arremesso de longa distância sem nenhum marcador por perto (vídeo abaixo). Na sequência, os angelinos ainda tiveram a chance de vencer com Pau Gasol, mas o espanhol ficou encurralado e foi obrigado e forçar um tiro de três pontos meio desequilibrado.

Esse primeiro duelo entre Spurs e Lakers serviu para observar algumas coisas:

  1. Os texanos ainda têm dificuldades para defender pivôs grandes e fortes. A dupla formada por Gasol e Dwight Howard deve dar trabalho nos próximos confrontos e numa eventual série de playoffs. Ontem, ambos foram apenas coadjuvantes, mas quero ver como vai ser quando D-12 estiver mais adaptado à nova equipe.
  2. A alternativa encontrada por Gregg Popovich para solucionar esse problema foi iniciar o jogo com Tiago Splitter no quinteto titular. O brasileiro, que vem sendo pouco aproveitado até aqui, me surpreendeu e mostrou muito mais vontade do que o costume. Splitter terminou a partida com nove pontos e nove rebotes (seis deles ofensivos!).
  3. Gosto dessa variedade que o elenco do San Antonio Spurs possui atualmente. Contra o Lakers, Matt Bonner ficou o tempo todo no banco e  Boris Diaw teve seus minutos reduzidos. DeJuan Blair apareceu bem quando acionado. O camisa 45 foi o melhor da noite na estatística plus/minus, que mede a vantagem conquistada pelo time enquanto determinado jogador estava em quadra.
  4. Manu Ginobili deixou a desejar. Em 18 minutos, ele anotou apenas três pontos, acertando um em oito arremessos. O argentino, no entanto, é craque e tem crédito de sobra.

É isso, caros leitores. Vocês observaram mais alguma coisa relevante?

4 Respostas para “Popovich é gênio, Green é mortal!

    • Danilo, muito bem observado. Tenho notado isso desde o final da temporada passada. Isso é bom, porque é mais uma maneira que temos para lidar com os adversários.

  1. Pingback: Novo papel, mais responsabilidade | Destino Riverwalk·

  2. Pingback: Análise: Spurs pega Lakers na primeira fase dos playoffs | Destino Riverwalk·

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s